Danielle e Natan, da DesFrutos

Da ideia para o mercado: Danielle e Natan e a Des Frutos

No menos, todas as conquistas começam com a decisão de tentar, e o sucesso depende da soma de pequenos esforços que se repetem dia após dia. Esta é a história de Danielle e Natan e da Des Frutos.

Danielle e Natan são dois brasileiros apaixonados por Portugal. Danielle era administradora de empresas, trabalhava com projetos sociais e de melhoria de gestão pública, até que resolveu mudar-se para uma ecovila na Bahia e começou a trabalhar numa mercearia de alimentação vegan. Natan tinha como principal atividade profissional a gestão de pessoas em empresas de entretenimento cultural, como videoclubes em São Paulo.

Na ecovila, Danielle conheceu uma portuguesa que a desafiou a partilhar tudo o que sabia sobre veganismo e alimentação saudável em Portugal. Não hesitou e em maio de 2018 chegou a Lisboa com a convicção, que através da comida vegan poderia levar às pessoas afeto, ao mesmo tempo que contribuía para uma mudança positiva nos hábitos alimentares. Utilizando apenas como base o que a natureza oferece, desde sementes, grãos e frutos, foi assim que nasceu a Des Frutos.

Em agosto do mesmo ano, Natan resolveu também viajar para Portugal.  Sendo vegan há vários anos, muitas vezes sentia dificuldades em relação às opções para se alimentar quando estava fora de casa.  Sentia falta de acesso a informação, receitas e sobretudo, criatividade para a confeção e preparação de temperos. Resolveu juntar-se à Des Frutos e dar a o seu contributo para criar mais opções vegan, saborosas, caseiras, livres do sofrimento animal, e claro, a um preço acessível.  

Dia após dia, o negócio foi crescendo organicamente. Encomenda após encomenda, as vendas aumentavam, mas a equipa sentia que precisava de mais. Foi nessa altura que surgiu a ligação com o menos: “Conhecemos o menos através de uma amiga. No princípio questionamos se precisaríamos participar os dois na formação, mas depois de termos feito, percebemos o quanto valeu a pena, pois vai muito além de uma simples formação de plano de negócio”.

Nessa altura o negócio encontrava-se a funcionar apenas a alguns meses. O modo de atendimento era aberto a todo o tipo de clientes, continha diversos produtos e as encomendas eram realizadas a toda a hora, o que dificultava o foco e muitas vezes não compensava o esforço.

O Menos contribuiu para refletirmos o real significado do negócio e para onde o queríamos levar. Conseguimos finalmente identificar que o negócio era um Comfort Food Consciente, isto é, alimentos em forma de petiscos ou até refeições que levam ao consumidor não só o alimento, como um sentimento, um carinho, que também contribui para um consumo mais consciente, sem crueldade, com produtos locais e da época”. 

Durante o programa a equipa assumindo a sua presença no grupo, atentos, aplicados e com participação pertinente e positiva. Trabalharam quase sempre separados, cada um focado na estratégia para cada tipo de cliente diferente: consumidor final e pequenas lojas. Mesmo com a agenda cheia, chegaram ao Trade Show onde apresentaram vários produtos para o público degustar, inclusivamente levaram um forno elétrico para poderem servir pão de beijo quentinho, que fez as delícias de quem provou. 

Contudo, a grande oportunidade surgiu duas semanas após a formação. A equipa participou num evento organizado pelo menos que permitiu partilharem experiências e dar início a novas oportunidades, que mudaram para sempre o caminho do projeto. “Conhecemos pessoas que abordavam as encomendas pessoais em outros formatos e fomos convidados a estar presente com a Des Frutos num congresso. Isso fez com que os eventos ganhassem espaço na nossa agenda, focando em feiras e eventos corporativos”.

Em retrospetiva, ambos concordaram que os maiores desafios foram sem dúvida, conseguir ter foco nos objetivos, saber dizer não e negociar as entregas. Tudo isto porque numa fase inicial, com receio de perderem clientes, desdobravam-se em esforços para fazer face a cada encomenda. Por outro lado, a divulgação da marca também não foi tarefa fácil, pois estavam há pouco tempo em Portugal e sem rede de contatos.

Mas nem só de desafios foi feito a jornada desta dupla, que trabalharam lado a lado defendendo uma causa pela qual acreditam e lutam. Por isso, o reconhecimento não tardou e o objetivo foi atingido com sucesso. Com todo o carinho e amor do mundo, conseguiram contribuir para a mudança de hábitos alimentares, não vendendo apenas comida saudável, mas também, um estado de espírito que dá qualidade de vida e reconforta o corpo e a alma.

De coração cheio, voltaram para o Brasil em abril de 2020 e levaram a Des Frutos e todo o conhecimento transmitido pelo menos na bagagem. A missão é continuar a defender as suas causas e a acreditar numa alimentação mais ética e justa para todos. Levando boa comida, carinho e consciencialização alimentar por onde passam.  

Share this post

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on pinterest
Share on print
Share on email

Junta-te à nossa newsletter

Junta-te à nossa newsletter

Scroll to Top